Vanessa da Mata: A adoção foi um exercício poético de maternidade

Queridos,

Já sabia um pouco da história da Vanessa da Mata, mas cada vez que leio alguma entrevista fico mais encantada com a forma com que ela aborda o tema com muita sutileza e poesia.

Segundo entrevista que ela deu à revista Caras de Portugal, ela diz que “A ADOÇÃO FOI UM EXERCÍCIO POÉTICO DE MATERNIDADE”. Lindo né?!

Trecho da entrevista: “Vanessa adotou recentemente três irmãos: Filipe, Micael e Blanca, com idades entre os seis e os dez anos. “Desde criança que queria adotar e percebi, através do testemunho de várias pessoas, principalmente de pais, que quando existem pais equilibrados, doces e amorosos, dificilmente qualquer filho, sanguí­neo ou de coração, vai dar errado”, explica, pesando cada palavra e acrescentando: “A adoção é um ato lindo. É quase surreal perceber que filhos biológicos têm atitudes completamente diferentes dos pais, e filhos adotivos têm total semelhança com os pais adotivos. É tudo uma questão de educação, limites e amor. Por ter sido praticamente filha adotiva da minha avó, em virtude de os meus pais trabalharem imenso, desde cedo percebi que não precisava de alimentar o ego fazendo filhos ao meu reflexo físico. E, já que precisava e queria exercer a minha decisão de maternidade, seria muito mais maduro, poético e satisfatório para mim fazê-lo de uma forma universal, através da adoção. É como uma adoção de amor a uma sociedade inteira. Não sei se as mães biológicas sentem o mesmo que eu, mas sinto-me abençoada.”

Entrevista na íntegra:

http://caras.sapo.pt/famosos/2012-10-27-vanessa-da-mata-a-adocao-foi-um-exercicio-poetico-de-maternidade

nati_vanessa da mata_projeto mulheres

A cantora Vanessa da Mata adotou três crianças, com idades diferentes e para homenageá-las fez esta música linda, ‘Minha herança: uma flor’. Vídeo da música: Minha Herança: Uma Flor

Minha Herança: Uma Flor

Achei você no meu jardim
Entristecido
Coração partido
Bichinho arredio

Peguei você pra mim
Como a um bandido
Cheio de vícios
E fiz assim, fiz assim

Reguei com tanta paciência
Podei as dores, as mágoas, doenças
Que nem as folhas secas vão embora
Eu trabalhei

Fiz tudo, todo meu destino
Eu dividi, ensinei de pouquinho
Gostar de si, ter esperança e persistência
Sempre

A minha herança pra você
É uma flor com um sino, uma canção
Um sonho, nem uma arma ou uma pedra
Eu deixarei

A minha herança pra você
É o amor capaz de fazê-lo tranqüilo
Pleno, reconhecendo o mundo
O que há em si

E hoje nos lembramos
Sem nenhuma tristeza
Dos foras que a vida nos deu
Ela com certeza estava juntando
Você e eu
(2x)

Achei você no meu jardim

Mais sobre a cantora

http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/19573-vanessa-da-mata-fala-sobre-importancia-da-adocao

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vanessa_da_Mata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s